Pular para o conteúdo principal

Sandra Penno Rosa - Miss Brasil Beleza Internacional 1965

Quando venceu o Miss São Paulo 1965 sob vaias do público, a paulista Sandra Penno Rosa, provavelmente, não pensou que chegaria tão longe no Mundo Miss.
No concurso estadual realizado no dia 13 de junho, a bela loira representou o Instituto Caetano de Campos, conceituada instituição pública de ensino na época.


Quando venceu o Miss SP 1965
                                                                  

Em 20 dias a paulista se apresentava para cerca de 40 mil pessoas no ginásio de Maracanãzinho, na final do Miss Brasil 1965. Conquistou o 2º lugar e foi designada a representar o país no Miss Beleza Internacional, que seria realizado no dia 13 de agosto em Long Beach, Califórnia - Estados Unidos.
Segundo informações do Jornal Última Hora, a paulista:

"Acompanhada de sua mãe, Lair Penno Rosa, e da jornalista e relações públicas do Miss Brasil, Maria Fernanda, Sandra fez escalar em Los Angeles e depois foi para a cidade-sede da competição, levando consigo uma obra do pintor Aldemir Martins, intitulada "Cangaceiro" para presentar o prefeito da cidade."


Top 3 do Miss Brasil 1965


No concurso internacional, vencido pela representante da Alemanha Ingrid "Fiffi" Finger, conquistou um surpreendente 5º lugar, mantendo o Brasil no top 5 pelo 2º ano consecutivo.



No Miss Beleza Internacional 1965


Com a vencedora do MBI 1965


Top 5 do MBI 1965


Foi o melhor resultado de uma Miss Brasil num concurso internacional em 1965, pois no Miss Universo Maria Raquel de Andrade foi top 15, e no Miss Mundo Berenice Lunardi não obteve classificação.
A voz do povo, nem sempre, é a voz de Deus!

Fonte:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Sandra_Rosa
http://www.pageantopolis.com/1960-1969-4.html

Comentários

Top 5 de acessos no mês

Nota de falecimento: Rejane Vieira da Costa (Goulart) - Miss Brasil 1972

Hoje o Mundo Miss está de luto. Infelizmente pela manhã recebi, através do grupo do Voy Miss Brasil On Board no Facebook, a notícia do falecimento da MISS BRASIL 1972 - Rejane Vieira (Goulart era seu sobrenome artístico). Confesso que relutei em acreditar que uma das minhas misses  Brasil preferidas tinha partido tão cedo (59 anos) e resolvi esperar uma confirmação oficial para então escrever um post, que veio pelo site oficial do MISS BRASIL. O motivo do falecimento foi um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ocorrido durante o período de recuperação de uma cirurgia feita em decorrência de uma trombose. Rejane Vieira era uma unanimidade no Mundo Miss no Brasil, uma das misses mais queridas pela sua impactante beleza e simpatia com os fãs. No MISS UNIVERSO 1972 ela conquistou o 2° lugar, e não vou afirmar que foi injusto pois a australiana Kerry Wells também era uma lindíssima.  A gaúcha  atuou como atriz e participou de algumas novelas de sucesso como Ti Ti Ti (1985), Mandala (1988), Fe…

Fernanda Bôscolo - Miss Brasil Beleza Internacional 1980

O 2º lugar no Miss Brasil 1980 deu a oportunidade da lindíssima paulista Fernanda Bôscolo de ser a Miss Brasil Beleza Internacional 1980.
O concurso foi realizado no dia 04 de novembro em Tóquio, no Japão. Apesar de  ter uma beleza impactante, a paulista não foi classificada entre as três finalistas, numa edição muito estranha, que sequer teve chamada para semifinalistas.Biografia*Apesar de nascida na capital, Fernanda mudou-se para Santos aos 6 anos de idade, e o primeiro concurso que disputou foi aos 6 anos, o Mini Miss São Paulo, no programa de TV "Almoço com as Estrelas", competindo com mais de 500 crianças. Em 1980, antes de completar 18 anos de idade, e já morando em Santos, foi eleita Rainha das Praias Brasileiras, no Ilha Porchat Clube, e ganhou o direito de representar o país no Miss Tanga Internacional, realizado em Caracas, Venezuela. Mais de quarenta garotas ambicionavam o título, que acabou ficando em suas mãos, tendo sido coroada pela venezuelana Irene Sáez, Mi…

Lúcia Alexandrino - Miss Brasil Beleza Internacional 1969

Em 1969, o estado de São Paulo elegeu Maria Lúcia Alexandrino dos Santos, como sua representante no Miss Brasil.
Lúcia Alexandrino, como ficou conhecida, chegou como favorita ao certame nacional ao lado da catarinense Vera Fischer.



Seu desfile em traje de noite foi marcante, com destaque na mídia da época. Conquistou o 2º lugar e o direito de representar o país no Miss Beleza Internacional em Tóquio - Japão. A vencedora foi a maravilhosa Vera Fischer.


A belíssima paulista tinha uma missão difícil no certame internacional, tentar o bicampeonato para o Brasil, pois no ano anterior Maria da Glória Carvalho havia vencido o concurso. Classificou-se no top 15 e a vencedora foi Valerie Susan Holmes da Grã Bretanha.


Biografia*
Filha de Conceição Alexandrino Santos, Maria Lúcia nasceu no interior do Estado de São Paulo, no município de Lins. Foi namorada do escritor Mário Prata quando encenou a novela Estúpido Cupido. Casou-se com o empresário Oscar Klabin Segall (05-02-1930 - 06-07-2002), filho …

Júlia Gama é a Miss Brasil 2020

O suspense acabou!Depois de semanas de especulações, o Mundo Miss brasileiro conheceu há pouco, numa transmissão pelo canal da organização U Miss Brasil no Youtube, a representante do país na próxima edição do Miss Universo.A gaúcha Júlia Gama teve seu nome ventilado há algumas semanas como possível indicada, mas por ser a Miss Brasil Mundo 2014, muito descartaram essa possibilidade.Ela se torna ao lado de Adriana Alves de Oliveira, as únicas brasileiras a representarem o Brasil no Miss Universo e no Miss Mundo.
Eu fiquei muito feliz com a indicação, pois ela é linda, inteligente e fala fluentemente espanhol, inglês e mandarim. Sua oratória é perfeita e acredito que isso contará muito ao seu favor no Miss Universo.Parabéns para Júlia Gama pela conquista e a organização pela indicação.

Programas do Miss Universo - década de 1980

Os programas do concurso Miss Universo na década de 1980 destacam as paisagens e elementos culturais da cidade/país anfitrião.

As capas, diferentemente da década anterior, mostram monumentos históricos, edifícios, paisagens naturais e aspectos culturais. 

São capas bonitas, mas pecam por não trazer a Miss Universo reinante (somente nas edições de 1985 e 1986 elas aparecem), algo que se manteve dos anos 1970.
A minha preferida é a de 1987, que traz crianças de Cingapura (país anfitrião). Ela seria perfeita se também trouxesse a Miss Universo 1986 - Bárbara Palácios.
Disponível em: http://www.pageantopolis.com/1980-1989-4.html