Pular para o conteúdo principal

Concurso Miss Tourism International 2018 discrimina candidata por ter vitiligo

Compartilho com vocês a triste notícia que o site Global Beauties divulgou em suas redes sociais ontem:

"@misstourisminternational chegou ao seu final hoje na Malásia com uma nota vergonhosa: em vez de publicarmos o nome da vencedora e mostrar seu momento de glória, devemos falar de algo muito mais sério que aconteceu durante a competição. A adorável Miss Panamá, @paulettrosales, foi mantida isolada em seu quarto e depois mandada de volta a seu país porque tinha vitiligo. Em momentos em que a aceitação e a inclusão estão finalmente sendo parte dos concursos de beleza e do mundo da moda, como esse tipo de humilhação e falta de respeito pode acontecer? Em 2018 vimos uma mulher transexual da Espanha competindo no @missuniverse, uma competidora dinamarquesa que chegou ao Top 25 de @misssupranational que não tinha um braço, uma mulher albina ganhando um título de beleza em Angola, e modelos com vitiligo em a capa de revistas de moda nos EUA. Esperamos que Paulett e seu diretor nacional tomem qualquer medida legal possível contra essa organização, para que tal atrocidade não aconteça novamente em um concurso dessa natureza. Os diretores nacionais devem parar de apoiá-lo também. Nosso site não irá mais apoiar ou dar publicidade a concursos promovidos por esta organização. Estamos em 2018 e não há mais lugar para discriminação como essa.

Paulett Rosales- Miss Panamá Tourism International 2018

O Belezas Paulistas se posiciona contra qualquer tipo de discriminação e também não irá mais divulgar o concurso Miss Tourism International.


Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...