Pular para o conteúdo principal

Miss Grand International 2018: top 20 final

O Miss Grand International 2018 me cativou tanto quanto o Miss Universo, tornando-se o 2º concurso internacional em minha preferência.
Acompanhar as atividades,  imagens e fotos me levou aos bons tempos da década passada do Miss Universo e o nível de beleza desta edição é melhor em do concurso em sua curta e vitoriosa história.
Formar um top 20 final classificatório não foi fácil e utilizei o critério de classificação nos meus top 20 do jantar de boas Vindas, fotos oficiais, fotos em traje de banho e competição preliminar.
Acredito que teremos algumas surpresas na final amanhã, pois a entrevista pode ter derrubado muitas favoritas. 
Vamos ao meu top 20 final em ordem de classificação:

Top 5

1º - Suécia

2º -  Índia

3º - República Dominicana

4º - Tailândia

5º -  Cuba

Acredito definitivamente que a Miss Grand International 2018 está entre elas. A indiana é a favorita de muitos, mas a sueca me encantou desde o primeiro dia do concurso. A dominicana, a tailandesa e a cubana devem disputar o demais lugares no top 5.

Top 10


6º - Sri Lanka

7º - Austrália

8º - Brasil

9º - Cazaquistão

10º  -Estônia

Acredito que a australiana e a brasileira tem lugar garantido no top 10 e podem beliscar um lugar no top 5 com seus discursos sobre o tema do concurso "Stop the War". Sri Lanka e Cazaquistão foram bem em todas as etapas e devem permanecer neste top. Talvez a exceção seja a miss Estônia, que é linda mas errou feio no traje para a entrevista. Pode ser que ela nem entre no top 20 pelo deslize.


Top 15

11º - Japão

12º - Venezuela

13º - Polônia

14º - Filipinas

15º - Tartaristão

Venezuela e Filipinas são potências mundiais e quando chegam ao top inicial costumam arrasar. É bom ficar sempre de olho nelas. Japão é linda e carismática, mas vai ter que se projetar muito para avançar ao top 10. Polônia e Tartaristão tem um tipo de beleza que me encanta, mas que não tem muito espaço no concurso se compararmos com as edições anteriores. Eu espero que elas cheguem no top 20 mesmo assim.

Top 20

16º - Nova Zelândia

17º - Malásia

18º - El Salvador

19º - Colômbia

20º - Dinamarca
A Miss Colômbia fez um concurso regular e sua faixa tem um peso enorme. Ela deve entrar no top 20, mas não acredito que avance. Nova Zelândia cresceu muito durante o concurso e estava muito linda na competição preliminar. Malásia, El Salvador e Dinamarca são belas e carismáticas e torço para elas entrarem no top 20. 

Desejo muito sorte para nossa Miss Grand Brasil 2018 - Gabrielle Vilela e que vença aquela que mais brilhar amanhã no palco do The ONE Entertainment Park.

Comentários

Top 5 de acessos no mês

Kátia Nascimento Guimarães - Miss Brasil Beleza Internacional 1985

Kátia Nascimento Guimarães foi a sexta paulista a conquistar o título de Miss Brasil Beleza Internacional em 1985. Ela foi a primeira da "era ilha Porchart" concurso popular na época realizado na ilha homônima da cidade de São Vicente, litoral paulista. Kátia Nascimento Guimarães (ao centro) - MBI 1985 No concurso Miss International 1985, a linda paulista foi top 15. 

Nota de falecimento: Rejane Vieira da Costa (Goulart) - Miss Brasil 1972

Hoje o Mundo Miss está de luto. Infelizmente pela manhã recebi, através do grupo do Voy Miss Brasil On Board no Facebook, a notícia do falecimento da MISS BRASIL 1972 - Rejane Vieira (Goulart era seu sobrenome artístico). Confesso que relutei em acreditar que uma das minhas misses  Brasil preferidas tinha partido tão cedo (59 anos) e resolvi esperar uma confirmação oficial para então escrever um post, que veio pelo site oficial do MISS BRASIL. O motivo do falecimento foi um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ocorrido durante o período de recuperação de uma cirurgia feita em decorrência de uma trombose. Rejane Vieira era uma unanimidade no Mundo Miss no Brasil, uma das misses mais queridas pela sua impactante beleza e simpatia com os fãs. No MISS UNIVERSO 1972 ela conquistou o 2° lugar, e não vou afirmar que foi injusto pois a australiana Kerry Wells também era uma lindíssima.  A gaúcha  atuou como atriz e participou de algumas novelas de sucesso como Ti Ti Ti (1985), Man

Fernanda Bôscolo - Miss Brasil Beleza Internacional 1980

 O 2º lugar no Miss Brasil 1980 deu a oportunidade da lindíssima paulista Fernanda Bôscolo de ser a Miss Brasil Beleza Internacional 1980. Fernanda Bôscolo no MB 1980 (divulgação) O concurso foi realizado no dia 04 de novembro em Tóquio, no Japão. Apesar de  ter uma beleza impactante, a paulista não foi classificada entre as três finalistas, numa edição muito estranha, que sequer teve chamada para semifinalistas. Biografia* Apesar de nascida na capital, Fernanda mudou-se para Santos aos 6 anos de idade, e o primeiro concurso que disputou foi aos 6 anos, o Mini Miss São Paulo, no programa de TV "Almoço com as Estrelas", competindo com mais de 500 crianças. Em 1980, antes de completar 18 anos de idade, e já morando em Santos, foi eleita Rainha das Praias Brasileiras, no Ilha Porchat Clube, e ganhou o direito de representar o país no Miss Tanga Internacional, realizado em Caracas, Venezuela. Mais de quarenta garotas ambicionavam o título, que acabou ficando em suas mãos, tendo s

Júlia Gama é a Miss Brasil 2020

O suspense acabou! Depois de semanas de especulações, o Mundo Miss brasileiro conheceu há pouco, numa transmissão pelo canal da organização U Miss Brasil no Youtube, a representante do país na próxima edição do Miss Universo. A gaúcha Júlia Gama teve seu nome ventilado há algumas semanas como possível indicada, mas por ser a Miss Brasil Mundo 2014, muito descartaram essa possibilidade. Ela se torna ao lado de Adriana Alves de Oliveira, as únicas brasileiras a representarem o Brasil no Miss Universo e no Miss Mundo. Júlia Gama - Miss Brasil 2020 Eu fiquei muito feliz com a indicação, pois ela é linda, inteligente e fala fluentemente espanhol, inglês e mandarim. Sua oratória é perfeita e acredito que isso contará muito ao seu favor no Miss Universo. Parabéns para Júlia Gama pela conquista e a organização pela indicação.  

Lúcia Alexandrino - Miss Brasil Beleza Internacional 1969

Em 1969, o estado de São Paulo elegeu Maria Lúcia Alexandrino dos Santos, como sua representante no Miss Brasil. Lúcia Alexandrino, como ficou conhecida, chegou como favorita ao certame nacional ao lado da catarinense Vera Fischer. Traje típico no MB Seu desfile em traje de noite foi marcante, com destaque na mídia da época. Conquistou o 2º lugar e o direito de representar o país no Miss Beleza Internacional em Tóquio - Japão. A vencedora foi a maravilhosa Vera Fischer. Desfile em traje de noite no MB A belíssima paulista tinha uma missão difícil no certame internacional, tentar o bicampeonato para o Brasil, pois no ano anterior Maria da Glória Carvalho havia vencido o concurso. Classificou-se no top 15 e a vencedora foi Valerie Susan Holmes da Grã Bretanha. Às vésperas do MBI Biografia* Filha de Conceição Alexandrino Santos, Maria Lúcia nasceu no interior do Estado de São Paulo, no município de Lins. Foi namorada do escritor Mário Prata quando encenou a novela Estúpido Cupido. Casou-