Pular para o conteúdo principal

Missosology sai em defesa do Miss Terra: "O concurso continua relevante"

O site Missosology, reconhecido como um dos mais importantes do Mundo Miss, publicou recentemente um artigo em defesa do concurso Miss Terra. Nos últimos ano o certame, que tem sua sede nas Filipinas, assim como o site, tem enfrentado muitas críticas e perdido fãs.
Um dos motivos seria o favorecimento das misses filipinas, pois só nesta década o país venceu três vezes (2014, 2015 e 2017), além de acusações de péssimo tratamento às candidatas durante o longo confinamento de 30 dias, preconceito em relação a altura de algumas misses e negocição de resultados.
Eu fiz um resumo do artigo para compartilhar com vocês e vou deixar o link do texto na integra no final da postagem.



Segue os pontos que o site ressaltou como positivos:

1. A defesa de uma causa relevante

Enquanto assistem aos concursos as pessoas geralmente se concentram apenas nas lindas mulheres, seus corpos, seus vestidos e o grandioso palco da noite final. Mas e sobre a defesa da causa do concurso? O Miss Terra surgiu em 2001 com um objetivo: promover a consciência ambiental. Isso concretiza por meio das viagens da Miss Terra e de cada um dos projetos ecológicos do concurso nas Filipinas.

2. O conceito do concurso

O concurso usa os 4 elementos vitais (Terra, Ar, Água e Fogo) ​​como títulos para sua vencedora e finalistas. É o único concurso que usa títulos elementares distintos para cada finalista.
Em consonância com a “consciência ambiental”, é o único concurso que constantemente faz perguntas na etapa "questão final" sobre conscientização e preservação ambiental. Esta é uma maneira eficaz de divulgar sua causa à medida que a final é transmitida para todo o mundo.


Miss Terra 2012 - Teresa Fajksová em atividade ambiental

3. Participação de vários países

O Miss Terra em seu início tinha apenas 42 países participantes. Mas em um período de 4 anos  alcançou a marca das 80 nações participantes. Em 2005, já contava com 80 participantes, o que o aproxima da quantidade de países que participam do Miss Universo, e suplanta o Miss International. Muitas concursos em nível nacional passaram a ser realizados como franquia do Miss Terra.

4. Status de Big5*

 Apesar de ser um concurso jovem em comparação com outros grandes certames internacionais, o Miss Terra tem vários países participantes, o que tornou um concurso com grande abrangência, um dos fatores que o torna um integrante do Big5.
Quando comparado a outros concursos internacionais que são 40 ou 50 anos mais velhos, o Miss Terra conseguiu muito já em um período de 18 anos, e certamente tem mais a oferecer nas próximas décadas. Então, quer você goste ou não, o Miss Terra ainda é um dos 5 maiores concursos internacionais do mundo.

5. Parceria com organizações ambientais

Em parceria com o PNUMA e a WWF. entre outras organizações ambientais, 
a Fundação Miss Terra foi criada para servir como extensão do concurso de beleza Miss Terra. Isso faz com que os objetivos e projetos do concurso sejam alcançáveis ​​e possíveis. Sua principal campanha é educar jovens em relação à conscientização ambiental.
Hoje a Fundação Miss Terra tem trabalhado com várias organizações em todo o mundo, incluindo o Programa Ambiental da ONU, Liter of Light e o Greenpeace.

Opinião do blog

Na década passado o Miss Terra era meu segundo concurso internacional favorito. Seu formato e atividades me conquistavam a cada edição e sempre achei interessante a pluralidade geográfica na seleção das semifinalistas. É lógico que o excelente desempenho do Brasil, com a conquista dos títulos de 2004 e de 2009, mais as classificações sucessivas,  fazia com que eu gostasse cada vez mais do concurso. 

Priscilla Meirelles - Miss Terra 2004

Larissa Ramos - Miss Terra 2009

Já na década atual o concurso parece sem rumo, com a substituição da maioria das franquias nacionais em países com histórico positivo no certame, inclusive no Brasil, e com prestígio abalado devido às acusações pontuadas no início do texto. A vitória de três filipinas num espaço de quatro anos (eu concordo somente com o resultado de 2015) dá munição aos seus detratores, que não são poucos e estão sempre atentos.

Angelia Ong - Miss Terra 2015

Eu considero 2018 o ano definitivo para o Miss Terra mudar a sua imagem e manter-se relevante e popular para os fãs dos concursos. O certame deste ano não pode ser menos que incrível, senão, mesmo com o apoio do Missosology, será possível  manter-se relevante para o Mundo Miss.

*O BIG5 é o termo criado para o grupo de elite dos concursos internacionais definido pelo site. É formado pelo Miss Universo, Miss Mundo, Miss International, Miss Terra e Miss Supranational.

Link para o artigo

http://missosology.org/miss-earth/49777-why-the-miss-earth-pageant-remains-relevant/

Comentários

Top 5 de acessos no mês

Nota de falecimento: Rejane Vieira da Costa (Goulart) - Miss Brasil 1972

Hoje o Mundo Miss está de luto. Infelizmente pela manhã recebi, através do grupo do Voy Miss Brasil On Board no Facebook, a notícia do falecimento da MISS BRASIL 1972 - Rejane Vieira (Goulart era seu sobrenome artístico). Confesso que relutei em acreditar que uma das minhas misses  Brasil preferidas tinha partido tão cedo (59 anos) e resolvi esperar uma confirmação oficial para então escrever um post, que veio pelo site oficial do MISS BRASIL. O motivo do falecimento foi um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ocorrido durante o período de recuperação de uma cirurgia feita em decorrência de uma trombose. Rejane Vieira era uma unanimidade no Mundo Miss no Brasil, uma das misses mais queridas pela sua impactante beleza e simpatia com os fãs. No MISS UNIVERSO 1972 ela conquistou o 2° lugar, e não vou afirmar que foi injusto pois a australiana Kerry Wells também era uma lindíssima.  A gaúcha  atuou como atriz e participou de algumas novelas de sucesso como Ti Ti Ti (1985), Man

Lúcia Alexandrino - Miss Brasil Beleza Internacional 1969

Em 1969, o estado de São Paulo elegeu Maria Lúcia Alexandrino dos Santos, como sua representante no Miss Brasil. Lúcia Alexandrino, como ficou conhecida, chegou como favorita ao certame nacional ao lado da catarinense Vera Fischer. Traje típico no MB Seu desfile em traje de noite foi marcante, com destaque na mídia da época. Conquistou o 2º lugar e o direito de representar o país no Miss Beleza Internacional em Tóquio - Japão. A vencedora foi a maravilhosa Vera Fischer. Desfile em traje de noite no MB A belíssima paulista tinha uma missão difícil no certame internacional, tentar o bicampeonato para o Brasil, pois no ano anterior Maria da Glória Carvalho havia vencido o concurso. Classificou-se no top 15 e a vencedora foi Valerie Susan Holmes da Grã Bretanha. Às vésperas do MBI Biografia* Filha de Conceição Alexandrino Santos, Maria Lúcia nasceu no interior do Estado de São Paulo, no município de Lins. Foi namorada do escritor Mário Prata quando encenou a novela Estúpido Cupido. Casou-

Elizabeth Ferreira da Silva - Miss Brasil Beleza Internacional 1988

 O histórico "Miss Brasil da Ilha Porchat" em 1988 foi vencido pela representante de São Paulo - Elizabeth Ferreira da Silva.  Realizado no município litorâneo de São Vicente, o concurso era muito badalado e recebia grande atenção da imprensa. Valorizava-se muito a beleza física da candidatas, que eram coroadas de biquíni. No concurso Miss International 1988 a brasileira não se classificou no top 15, mas ganhou o prêmio de melhor traje típico.  Elizabeth Ferreira da Silva exemplifica o tipo de beleza valorizada pelos concursos no Brasil naquela década. Fonte: Wikipédia Missmemorabilia Pwiki I am the miss

Ana Paula Ottani - Miss Brasil Beleza Internacional 1989

 Em 1989 o estado de São Paulo conquistou o bicampeonato no Miss Brasil Beleza Internacional com a bela Ana Paula Ottani. O concurso foi  realizado na lendária Ilha Porchat, no município de São Vicente, litoral paulista. No Miss Beleza Internacional 1989, realizado em Kanazawa - Japão, a brasileira não obteve classificação e a vencedora foi a representante da Alemanha - Iris Klein. Resultado do concurso nacional* Estado Candidata P   São Paulo Ana Paula Ottani   Acre Débora Barth   Mato Grosso Adele Martins *Wikipédia Obs: a foto foi copiada do blog Rainhas da Beleza.

A Miss mais bela do ano de 1954 - Antigone Costanda

É do nordeste do continente africano a miss mais bela do ano de 1954. A egípcia Antigone Costanda venceu o Miss Mundo 1954 realizado em Londres no Lyceum Ballroom e contou com a participação de 18 candidatas. Até o presente é o único título conquistado pelo Egito no concurso. Acho ela muito bonita e sua vitória sinalizou que o concurso estava de portas abertas para belezas do mundo inteiro. No Miss Universo 1954, a estadunidense Miriam Stevenson saiu vitoriosa, ficando em 2º lugar a majestosa Martha Rocha - Miss Brasil 1954. Se a brasileira tivesse vencido, com certeza este post teria outra vencedora. Antigone Costanda - Miss Mundo 1954 Concorrente: Miriam Stevenson - Miss Universo 1954