Miss América anuncia mudanças para 2019

O mais antigo e tradicional concurso de beleza dos Estados Unidos, o Miss América, anunciou ontem em suas redes sociais uma mudança que pegou a maioria dos fãs do concurso de surpresa: a partir da próxima edição não será realizada a competição em trajes de banho e um novo concurso surge, denominado Miss América 2.0.
Há anos o concurso foca mais no intelecto do que na aparência física das candidatas, sendo premiação para as finalistas bolsas de estudo para cursos de pós-graduação e essa decisão é um desenvolvimento deste perfil.



Nos último ano o concurso foi palco de um escândalo envolvendo os ex-diretores e as misses eleitas em anos anteriores. Mensagens ofensivas e misogínicas vieram a tona e o corpo diretivo anteriormente masculino agora é feminino e liderado pela Miss América 1989 - Gretchen Carlson.

Sam Haskell - ex-presidente do Miss América

É interessante refletir sobre essa mudança, pois o concurso quando surgiu em 1921, em Atlantic City, tinha como seu ponto alto o desfile em traje de banho e quase 100 anos depois ele é abolido. Em 2014 o Miss Mundo teve a mesma atitude e não teve seu prestígio diminuído.

                                 Reportagem da Fox News sobre o concurso


Muitas pessoas afirmam que sem o desfile em traje de banho e a valorização de outros quesitos que não sejam exclusivamente relacionados a beleza, fazem com que os concursos percam sua essência e os fãs as referências para suas análises. Eu passei a valorizar mais a oratória e o engajamento social das misses do que a beleza física somente e estou lidando bem com essas mudanças.
Acredito que o caminho aberto pelo Miss Mundo e agora seguido pelo Miss América será trilhado por outros grandes concursos, mas isso só o tempo mostrará.


Comentários

Postagens recentes