Pular para o conteúdo principal

Miss Universo 2017: a primeira semana de Monalysa Alcântara - Miss Brasil 2017

Hoje completa-se uma semana da chegada da Miss Brasil 2017 - Monalysa Alcântara no confinamento do Miss Universo 2017.
Tenho acompanhado alguns grupos dedicados ao Mundo Miss no Brasil e os perfis oficiais da nossa miss, do Miss Brasil e do Miss Universo no Instagram, e a partir da que tenho lido e visto vou opinar sobre esse período.
Primeiramente acredito que as pessoas têm que entender que as misses são seres humanos distintos e dotados de personalidade idem. Não me conformo com as comparações feitas entre Monalysa e as misses Brasil anteriores nos seus respectivos confinamentos no Miss Universo. Pessoas que seguem essa linha de análise parecem enxergar nossas representantes como fantoches, que são e precisam ser manipulados por outrem (muitos sonham em estar nessa posição) e criam em suas mentes padrões que, acreditam, deveriam ser seguidos, ignorando o fato que o confinamento segue um planejamento que deve ser seguido pelas candidatas.
Eu não sei porque nossa representante não fez parte dos grupos de candidatas selecionadas para as fotos oficiais em traje de banho e sem maquiagem, mas tenho certeza que isso não significa que Monalysa não está sendo notada ou que ela vai "flopar" como muitos afirmam.
O volume de comentários criticando negativamente nossa miss a cada foto ou transmissão é grande e com argumentos que em muitos casos são risíveis. Em contrapartida temos um um volume também grande de pessoas com críticas construtivas e elogios, que é o que nossa miss realmente precisa e merece.
Eu não sou estilista e não acompanho o mundo da moda, mas percebo em seus trajes casuais sua personalidade e gosto pessoal. Muitos cobram vestidos colantes e curtos, mas acredito que esse tipo de traje não é considerado uma opção para Monalysa e temos que respeitar isso.
Concordo que o concurso está com uma divulgação péssima e enfadonho, e isso reflete na baixa qualidade do material de divulgação. Eu não sei se o problema é de orçamento ($$$), se é receio com terrorismo ou puramente uma proposta minimalista da atual gestão, mas que tudo está bem inferior as últimas edições em Las Vegas não há como negar. Não tem sentido nossa miss ficar tirando dezenas de fotos diariamente ou gravando vídeos, sendo que não há motivo (eventos, passeios, etc.) para tanto. 
A confirmação de que a tão aguardada preliminar irá acontecer no próprio hotel acendeu a luz amarela para o concurso, que já foi o mais empolgante de se acompanhar, mas não é por esse motivo que vou me abater ou negar apoio a nossa representante.
Monalysa Alcântara está "dançando conforme música" e acredito no seu potencial e sucesso na preliminar e na final. 
Temos mais uma semana pela frente de concurso e torço para que  ela seja mais  empolgante que a primeira.
Seguem algumas imagens de Monalysa nessa primeira semana de confinamento no concurso.











Comentários

Top 5 de acessos no mês

Lúcia Alexandrino - Miss Brasil Beleza Internacional 1969

Em 1969, o estado de São Paulo elegeu Maria Lúcia Alexandrino dos Santos, como sua representante no Miss Brasil. Lúcia Alexandrino, como ficou conhecida, chegou como favorita ao certame nacional ao lado da catarinense Vera Fischer. Traje típico no MB Seu desfile em traje de noite foi marcante, com destaque na mídia da época. Conquistou o 2º lugar e o direito de representar o país no Miss Beleza Internacional em Tóquio - Japão. A vencedora foi a maravilhosa Vera Fischer. Desfile em traje de noite no MB A belíssima paulista tinha uma missão difícil no certame internacional, tentar o bicampeonato para o Brasil, pois no ano anterior Maria da Glória Carvalho havia vencido o concurso. Classificou-se no top 15 e a vencedora foi Valerie Susan Holmes da Grã Bretanha. Às vésperas do MBI Biografia* Filha de Conceição Alexandrino Santos, Maria Lúcia nasceu no interior do Estado de São Paulo, no município de Lins. Foi namorada do escritor Mário Prata quando encenou a novela Estúpido Cupido. Casou-

Nota de falecimento: Rejane Vieira da Costa (Goulart) - Miss Brasil 1972

Hoje o Mundo Miss está de luto. Infelizmente pela manhã recebi, através do grupo do Voy Miss Brasil On Board no Facebook, a notícia do falecimento da MISS BRASIL 1972 - Rejane Vieira (Goulart era seu sobrenome artístico). Confesso que relutei em acreditar que uma das minhas misses  Brasil preferidas tinha partido tão cedo (59 anos) e resolvi esperar uma confirmação oficial para então escrever um post, que veio pelo site oficial do MISS BRASIL. O motivo do falecimento foi um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ocorrido durante o período de recuperação de uma cirurgia feita em decorrência de uma trombose. Rejane Vieira era uma unanimidade no Mundo Miss no Brasil, uma das misses mais queridas pela sua impactante beleza e simpatia com os fãs. No MISS UNIVERSO 1972 ela conquistou o 2° lugar, e não vou afirmar que foi injusto pois a australiana Kerry Wells também era uma lindíssima.  A gaúcha  atuou como atriz e participou de algumas novelas de sucesso como Ti Ti Ti (1985), Man

Elizabeth Ferreira da Silva - Miss Brasil Beleza Internacional 1988

 O histórico "Miss Brasil da Ilha Porchat" em 1988 foi vencido pela representante de São Paulo - Elizabeth Ferreira da Silva.  Realizado no município litorâneo de São Vicente, o concurso era muito badalado e recebia grande atenção da imprensa. Valorizava-se muito a beleza física da candidatas, que eram coroadas de biquíni. No concurso Miss International 1988 a brasileira não se classificou no top 15, mas ganhou o prêmio de melhor traje típico.  Elizabeth Ferreira da Silva exemplifica o tipo de beleza valorizada pelos concursos no Brasil naquela década. Fonte: Wikipédia Missmemorabilia Pwiki I am the miss

Ana Paula Ottani - Miss Brasil Beleza Internacional 1989

 Em 1989 o estado de São Paulo conquistou o bicampeonato no Miss Brasil Beleza Internacional com a bela Ana Paula Ottani. O concurso foi  realizado na lendária Ilha Porchat, no município de São Vicente, litoral paulista. No Miss Beleza Internacional 1989, realizado em Kanazawa - Japão, a brasileira não obteve classificação e a vencedora foi a representante da Alemanha - Iris Klein. Resultado do concurso nacional* Estado Candidata P   São Paulo Ana Paula Ottani   Acre Débora Barth   Mato Grosso Adele Martins *Wikipédia Obs: a foto foi copiada do blog Rainhas da Beleza.

A Miss mais bela do ano de 1954 - Antigone Costanda

É do nordeste do continente africano a miss mais bela do ano de 1954. A egípcia Antigone Costanda venceu o Miss Mundo 1954 realizado em Londres no Lyceum Ballroom e contou com a participação de 18 candidatas. Até o presente é o único título conquistado pelo Egito no concurso. Acho ela muito bonita e sua vitória sinalizou que o concurso estava de portas abertas para belezas do mundo inteiro. No Miss Universo 1954, a estadunidense Miriam Stevenson saiu vitoriosa, ficando em 2º lugar a majestosa Martha Rocha - Miss Brasil 1954. Se a brasileira tivesse vencido, com certeza este post teria outra vencedora. Antigone Costanda - Miss Mundo 1954 Concorrente: Miriam Stevenson - Miss Universo 1954