Pular para o conteúdo principal

Ferocidade ou doçura? Nenhuma delas caracterizará a próxima Miss Universo segundo o Missosology

No mês de abril, o site Missosology publicou o artigo abaixo sobre o que esperar da próxima Miss Universo.
Eu achei o conteúdo bem interessante e estou compartilhando com vocês. O texto original está disponível no link (no final do post).

"Entre 2004 e 2009 acreditávamos que ser feroz era a característica principal de uma miss para se vencer o Miss Universo. Não havia nenhuma prova consistente sobre isso, mas os missólogos alardeavam essa ideia constantemente. Como Riyo Mori (2007) e Zuleyka Rivera (2006) tomaram a passarela do Miss Universo com tal característica e venceram, ninguém podia realmente questionar que ser feroz foi a chave da vitória de ambas.
A nova ordem das coisas veio em 2010 com Ximena Navarrete, que surpreendeu a todos com sua doçura e comportamento recatado. Na verdade, Ximena representando o México foi uma grande surpresa, porque estávamos acostumados com a ferocidade mexicana, típica das rainhas latino-americanas, onde todas pareciam ter saído de uma das telenovelas dramáticas do México.
De qualquer forma, depois de Ximena, misses mais doces se tornaram Miss Universo - Leila Lopes em 2011 e Olivia Culpo em 2012. Mas poucos sabiam que em 2012 o Miss Universo se encontrava numa encruzilhada.
 A foto da Miss Filipinas 2012 - Janine Tugonon e da Miss Venezuela 2012 - Irene Esser em destaque é uma maneira perfeita de entender o que aconteceu com o concurso.
Janine representava aquela beleza majestosa que não era tão feroz nem tão doce, mas simplesmente confiante. Irene representava uma beleza feroz que estava cheia de energia e carisma. Nenhuma delas, obviamente, ganhou o título porque em 2012 a era das belezas doces estava vigente e foi Olivia que teve essa atitude doce.
As  vencedoras dos anos seguintes, Gabriela Isler (2013), Paulina Vega (2014) e Pia Wurtzbach (2015), podem ser categorizadas como misses de características semelhantes às de Janine. Para ficar claro, ser majestosa é ser digna, altiva e serena (nas atitudes e na aparência). Para conectar isso ao mundo da missologia, significa que elas foram serenas e seguras durante o desfile de maiô e trouxeram a atenção para si durante a competição dos trajes de noite.
Feroz, doce ou imponente? Nenhuma dessas características foi determinante no Miss Universo 2016.
Estamos numa nova era (mais vez mais), porque ficou óbvio que no momento em que Iris Mittenaere conversou com Steve Harvey (top 13), ela começou a conquistar os corações do juri. Parece que ser verdadeira e despretensiosa agora é a chave da vitória. Agora é preciso mostrar quem você é.
Claro, conquistar a coroa de Miss Universo é um processo complexo. Todos esses rótulos - feroz, doce, majestosa, verdadeira - são todas tentativas de simplificar demais as complexidades. Ainda assim, esses rótulos ficam na mente dos analistas e dos fãs.
Também é difícil argumentar contra esses rótulos porque esses padrões existiram e são inegáveis. Se a próxima Universo Miss será tão verdadeira e despretensiosa como Iris, então definitivamente, esse é o caminho!
Caso contrário, todos iremos tentar encontrar outro "rótulo" adequado e depois falar sobre ele por pelo menos um ano."

Janine Tugonon (esq.) e Irene Esser (dir.) no MU 2012

http://missosology.org/miss-universe/featured-article-miss-universe/41181-fierce-sweet-neither-traits-will-make-next-miss-universe/

Comentários

Top 5 de acessos no mês

Nota de falecimento: Rejane Vieira da Costa (Goulart) - Miss Brasil 1972

Hoje o Mundo Miss está de luto. Infelizmente pela manhã recebi, através do grupo do Voy Miss Brasil On Board no Facebook, a notícia do falecimento da MISS BRASIL 1972 - Rejane Vieira (Goulart era seu sobrenome artístico). Confesso que relutei em acreditar que uma das minhas misses  Brasil preferidas tinha partido tão cedo (59 anos) e resolvi esperar uma confirmação oficial para então escrever um post, que veio pelo site oficial do MISS BRASIL. O motivo do falecimento foi um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ocorrido durante o período de recuperação de uma cirurgia feita em decorrência de uma trombose. Rejane Vieira era uma unanimidade no Mundo Miss no Brasil, uma das misses mais queridas pela sua impactante beleza e simpatia com os fãs. No MISS UNIVERSO 1972 ela conquistou o 2° lugar, e não vou afirmar que foi injusto pois a australiana Kerry Wells também era uma lindíssima.  A gaúcha  atuou como atriz e participou de algumas novelas de sucesso como Ti Ti Ti (1985), Man

Kátia Nascimento Guimarães - Miss Brasil Beleza Internacional 1985

Kátia Nascimento Guimarães foi a sexta paulista a conquistar o título de Miss Brasil Beleza Internacional em 1985. Ela foi a primeira da "era ilha Porchart" concurso popular na época realizado na ilha homônima da cidade de São Vicente, litoral paulista. Kátia Nascimento Guimarães (ao centro) - MBI 1985 No concurso Miss International 1985, a linda paulista foi top 15. 

Fernanda Bôscolo - Miss Brasil Beleza Internacional 1980

 O 2º lugar no Miss Brasil 1980 deu a oportunidade da lindíssima paulista Fernanda Bôscolo de ser a Miss Brasil Beleza Internacional 1980. Fernanda Bôscolo no MB 1980 (divulgação) O concurso foi realizado no dia 04 de novembro em Tóquio, no Japão. Apesar de  ter uma beleza impactante, a paulista não foi classificada entre as três finalistas, numa edição muito estranha, que sequer teve chamada para semifinalistas. Biografia* Apesar de nascida na capital, Fernanda mudou-se para Santos aos 6 anos de idade, e o primeiro concurso que disputou foi aos 6 anos, o Mini Miss São Paulo, no programa de TV "Almoço com as Estrelas", competindo com mais de 500 crianças. Em 1980, antes de completar 18 anos de idade, e já morando em Santos, foi eleita Rainha das Praias Brasileiras, no Ilha Porchat Clube, e ganhou o direito de representar o país no Miss Tanga Internacional, realizado em Caracas, Venezuela. Mais de quarenta garotas ambicionavam o título, que acabou ficando em suas mãos, tendo s

Júlia Gama é a Miss Brasil 2020

O suspense acabou! Depois de semanas de especulações, o Mundo Miss brasileiro conheceu há pouco, numa transmissão pelo canal da organização U Miss Brasil no Youtube, a representante do país na próxima edição do Miss Universo. A gaúcha Júlia Gama teve seu nome ventilado há algumas semanas como possível indicada, mas por ser a Miss Brasil Mundo 2014, muito descartaram essa possibilidade. Ela se torna ao lado de Adriana Alves de Oliveira, as únicas brasileiras a representarem o Brasil no Miss Universo e no Miss Mundo. Júlia Gama - Miss Brasil 2020 Eu fiquei muito feliz com a indicação, pois ela é linda, inteligente e fala fluentemente espanhol, inglês e mandarim. Sua oratória é perfeita e acredito que isso contará muito ao seu favor no Miss Universo. Parabéns para Júlia Gama pela conquista e a organização pela indicação.  

Programas do Miss Universo - década de 1980

 Os programas do concurso Miss Universo na década de 1980 destacam as paisagens e elementos culturais da cidade/país anfitrião. 1980 1981 1982 As capas, diferentemente da década anterior, mostram monumentos históricos, edifícios, paisagens naturais e aspectos culturais.  1983 1984 1985 São capas bonitas, mas pecam por não trazer a Miss Universo reinante (somente nas edições de 1985 e 1986 elas aparecem), algo que se manteve dos anos 1970. 1986 1987 A minha preferida é a de 1987, que traz crianças de Cingapura (país anfitrião). Ela seria perfeita se também trouxesse a Miss Universo 1986 - Bárbara Palácios. 1988 1989 Disponível em:  http://www.pageantopolis.com/1980-1989-4.html