Pular para o conteúdo principal

Missosology afirma: é o declínio do Miss Terra!

O site Missosology publicou um interessante artigo sobre o concurso Miss Terra.
Insatisfeito com o resultado da edição de 2015, o site não poupa críticas à coordenação do concurso e aos seus detratores.
Gostei muito e estou compartilhando com vocês.

Opinião :: O declínio do Miss Terra

Quando a Miss Filipinas, Angelia Ong, foi anunciada como a nova Miss Terra, era como se a sentença de morte do concurso fora anunciada. Ao que parece, a organização do Miss Terra é completamente alheia as acusações anteriores de que um de seus principais chefões supostamente tentou vender o título, e também completamente indiferente ao que está sendo considerado uma farsa existente para coroar somente filipinas, e também sobre o fato de que está perdendo credibilidade no cenário mundial.

Custa US $ 2,000 para uma organização nacional enviar uma representante ao Miss Terra, e as candidatas devem esperar nada além de um competição justa. Receber transporte e alimentação adequados. As alegações sobre a comida medíocre nos primeiros dias do concurso não eram sem fundamento. Assim, muitos diretores nacionais atestaram que, enquanto o café da manhã era bom, almoço e jantar eram patéticos. Estranhamente, porém, alguns diretores nacionais discordaram. O que sabíamos é que somente quando a questão veio a publico é que o Miss Terra começou a fornecer almoços e jantares adequados. Isso é algo que não pode acontecer em um grande concurso de beleza internacional.
Claro, a produção e o palco foram melhores. Os resultados, contudo, não podem ser descritos como escandalosos, pois foram além disso. Como pode Panamá e Tailândia terem acumulando tantas medalhas de ouro nas eliminatórias e não serem semifinalistas? Como poderia Áustria e Guam ser uma das semifinalistas? E um back-to-back? O Miss Terra viu como o Miss Universo foi surrado até a morte, em 2009, por dar a Venezuela sua vitória back-to-back?

O que aconteceu ontem à noite foi uma um prato cheio para os detratores do Miss Terra. Essas pessoas não se importam que a organização tem patrocinado defensores ecológicos de todo o mundo. Eles não se importam que o Miss Terra é o único concurso do Big4 que tem relações estreitas com a ONU. Eles não dão a mínima que o Miss Terra tenha mais fãs e popularidade que os concursos históricos que tanto defendem. O que eles se preocupam são com suas opiniões negativas sobre Miss Terra, e o concurso não faz nada, e ainda alimenta suas críticas.

O Miss Terra deveria ter tido outro resultado, com uma vencedora que não desse margem à teorias da conspiração. Isso, obviamente, deve excluir a Miss Rússia, a Miss Áustria e a Miss Filipinas. Por que o Miss Terra não coroou uma vencedora que resgatasse seu prestígio, como a Miss Panamá ou a Miss Colômbia? Ou mesmo a Miss Tailândia? O Miss Terra não pode se dar ao luxo de ter uma coroa back-to-back para Filipinas simplesmente porque seus críticos já o denominam como um concurso que está inclinado para Filipinas (made in Filipinas para rainhas da beleza das Filipinas).

É de admirar que tantas organizações nacionais estão questionando cada vez mais a ideia de enviar uma candidata ao Miss Terra (a Suécia foi um país que questionou abertamente em sua conta do Facebook). No mundo onde a beleza é tão superficial quanto uma vala, o fato de uma mulher fisicamente bonita não ser semifinalista será publicamente questionado. Tudo o que é argumentado não importa. Também não importa que a vencedora irá viajar ao redor do mundo para promover a consciência ambiental. Basta escolher uma bela para fazer todos felizes.


Então, qual é o futuro da Miss Terra? Será que vai manter o seu estatuto de Big4? Que continuará a ser visto. O status de Big4 de um concurso é determinado por muitos fatores. Em alguns casos, um concurso de Big4 surge com resultados ruim. Acontece no Miss Mundo, no Miss Universo e no Miss Internacional. E sim, o Miss Terra 2015 teve um resultado ruim. O concurso deve melhorar e redimir-se no próximo ano e nos anos seguintes. Ele deve atender aos gostos de seu público, caso contrário ele irá simplesmente cair no esquecimento como já aconteceu com outros concursos no passado. No momento o status do Miss Terra é negativo.

Finalistas do Miss Terra 2015



Comentários

Top 5 de acessos no mês

Nota de falecimento: Rejane Vieira da Costa (Goulart) - Miss Brasil 1972

Hoje o Mundo Miss está de luto. Infelizmente pela manhã recebi, através do grupo do Voy Miss Brasil On Board no Facebook, a notícia do falecimento da MISS BRASIL 1972 - Rejane Vieira (Goulart era seu sobrenome artístico). Confesso que relutei em acreditar que uma das minhas misses  Brasil preferidas tinha partido tão cedo (59 anos) e resolvi esperar uma confirmação oficial para então escrever um post, que veio pelo site oficial do MISS BRASIL. O motivo do falecimento foi um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ocorrido durante o período de recuperação de uma cirurgia feita em decorrência de uma trombose. Rejane Vieira era uma unanimidade no Mundo Miss no Brasil, uma das misses mais queridas pela sua impactante beleza e simpatia com os fãs. No MISS UNIVERSO 1972 ela conquistou o 2° lugar, e não vou afirmar que foi injusto pois a australiana Kerry Wells também era uma lindíssima.  A gaúcha  atuou como atriz e participou de algumas novelas de sucesso como Ti Ti Ti (1985), Man

Mexicana Andrea Meza vence a 69ª edição do concurso Miss Universo

 O México conquistou sua 3ª coroa de Miss Universo na noite do último domingo com a bela Andrea Meza. Considerada uma das favoritas por missólogos de diversos países, a eleição da mexicana não agradou os fãs do concurso que acusam a emissora de TV Telemundo de "comprar" o título, já que a miss não foi considerada a melhor na pergunta final. Andrea Meza - Miss Universo 2020 Os fãs consideram que a Miss Brasil 2020, Julia Gama, foi a melhor e merecia o título. Julia Gama ficou em 2º lugar no concurso Eu ainda não revi o concurso com o olhar de missólogo, mas acredito que se há tanto descontentamento, é porque realmente o resultado não foi justo. Durante a semana a imprensa especializada mundial noticiou que a mexicana pudesse ser casada (o que é proibido pela organização do Miss Universo) e que estivesse grávida. Andrea Meza na foto promocional que causou a polêmica  Nada se comprovou, pois foi apurado a imagem que circula na internet é de uma campanha promocional de turismo de

A Miss mais bela do ano de 1961 - Marlene Schmidt

 O ano de 1961 é um dos mais fortes em relação a beleza das vencedoras do Grand-Slam, mas a beleza atemporal da representante da Alemanha no Miss Universo a faz a melhor entre as três. O único título do país no Miss Universo foi conquistado em 15 de julho no Miami Beach Auditorium na popular Miami - Flórida - EUA. Marlene Schmidt - Miss Universo 1961 Biografia*: Schmidt, uma refugiada na Alemanha Ocidental depois de fugir da nativa Alemanha Oriental, loira, de olhos negros, 1, 73 m e 24 anos, era uma engenheira elétrica que trabalhava numa fábrica de rádios por US$54 dólares semanais.  Entrou no concurso estadual de beleza de Baden-Württemberg motivada pelo carro oferecido como prêmio máximo, venceu e além do carro conquistou o direito de representar a região no Miss Alemanha, realizado em Baden-Baden. Marlene venceu o concurso nacional, onde foi considerada uma "figura de Botticelli", e foi para os Estados Unidos representar o país no Miss Universo. Competindo com outras 47

Kátia Nascimento Guimarães - Miss Brasil Beleza Internacional 1985

Kátia Nascimento Guimarães foi a sexta paulista a conquistar o título de Miss Brasil Beleza Internacional em 1985. Ela foi a primeira da "era ilha Porchart" concurso popular na época realizado na ilha homônima da cidade de São Vicente, litoral paulista. Kátia Nascimento Guimarães (ao centro) - MBI 1985 No concurso Miss International 1985, a linda paulista foi top 15. 

Fernanda Bôscolo - Miss Brasil Beleza Internacional 1980

 O 2º lugar no Miss Brasil 1980 deu a oportunidade da lindíssima paulista Fernanda Bôscolo de ser a Miss Brasil Beleza Internacional 1980. Fernanda Bôscolo no MB 1980 (divulgação) O concurso foi realizado no dia 04 de novembro em Tóquio, no Japão. Apesar de  ter uma beleza impactante, a paulista não foi classificada entre as três finalistas, numa edição muito estranha, que sequer teve chamada para semifinalistas. Biografia* Apesar de nascida na capital, Fernanda mudou-se para Santos aos 6 anos de idade, e o primeiro concurso que disputou foi aos 6 anos, o Mini Miss São Paulo, no programa de TV "Almoço com as Estrelas", competindo com mais de 500 crianças. Em 1980, antes de completar 18 anos de idade, e já morando em Santos, foi eleita Rainha das Praias Brasileiras, no Ilha Porchat Clube, e ganhou o direito de representar o país no Miss Tanga Internacional, realizado em Caracas, Venezuela. Mais de quarenta garotas ambicionavam o título, que acabou ficando em suas mãos, tendo s