Pular para o conteúdo principal

Melissa Gurgel - Miss Brasil 2014 - concede entrevista ao site do Miss Brasil

A bela Melissa Gurgel - Miss Brasil 2014 - concedeu uma franca entrevista para o site do Miss Brasil.
A cearense falou sobre o seu reinado e as mudanças no direcionamento do concurso, além de revelar que já tem um favorita ao título de 2015.
Segue a entrevista:

A poucas horas de coroar sua sucessora, Melissa Gurgel, Miss Ceará e Miss Brasil 2014, se considera mais ansiosa do que no dia em que ganhou o título de mulher mais bonita do Brasil. A última vez em que desfilou numa competição foi em janeiro, no Miss Universo, quando ficou entre as 15 semifinalistas. "Estou nervosa por pisar de novo num palco", diz. Mas essa não é a impressão de quem a vê ensaiar para sua última passarela como a atual Miss Brasil. Melissa continua segura e graciosa, ingredientes que a ajudaram a se destacar no ano passado. Na entrevista a seguir, ela faz um balanço do reinado, fala de novos projetos e afirma que já tem favorita.

Portal da Band: Como você está se sentindo a poucas horas de passar a coroa?
Melissa Gurgel: 
Estou muito ansiosa. Engraçado que estou um pouco mais nervosa do que quando ganhei. É por pisar de novo num palco, fechando esse ciclo. Meu último desfile como miss foi no Miss Universo 2014, faz quase um ano.

Portal da Band: Gostaria que o seu reinado durasse mais?
Melissa Gurgel: 
O reinado é maravilhoso, é sempre bom que dure mais. Mas é aquela história: uma vez miss, sempre miss. Sempre serei lembrada como a Miss Brasil 2014 e isso já é muito bom. Aproveitei bem, deu para viver muitas coisas com as quais sonhei. E aconteceram outras que nem esperava e fiquei encantada. 

Portal da Band: Qual foi a melhor parte do seu reinado?
Melissa Gurgel:
 A melhor coisa foi ganhar o concurso, levar um título para o Ceará após 25 anos. Meu sonho era conhecer o Brasil inteiro, o Cristo Redentor, no Rio. E voltar a morar em São Paulo[ela morou na capital paulista aos 17 anos, trabalhando como modelo].
Portal da Band: Qual parte do seu reinado você gostaria que não tivesse existido?
Melissa Gurgel: 
Minha mãe ficou em coma um dia antes de começar o confinamento do Miss Universo [por conta de uma diverticulite aguda]. Ela chegou praticamente morta ao hospital e conseguiram salvá-la. Essa foi a fase mais difícil. Ao mesmo tempo em que tinha fé e sentia que ela ia ficar bem, pensava que gostaria muito que ela estivesse assistindo. E, no dia, ela conseguiu. Mas me fez falta falar com ela por telefone. A família só me contou da gravidade quando voltei. Cumpri meu dever como representante do nosso país com muito amor e carinho. Não queria deixar ninguém na mão. E também essa era a vontade dela.


Portal da Band: Quais são seus projetos a partir de amanhã?
Melissa Gurgel: 
Ficarei em São Paulo. Quero seguir a carreira artística. Adoro televisão. Já fiz cursos de oratória e atualmente estudo teatro. Vou continuar fotografando como modelo. Vou morar no mesmo conjunto de flats em que morava como Miss Brasil [a miss eleita tem direito a morar em São Paulo por um ano, num flat, com despesas custeadas pela organização do concurso].

Portal da Band: Não vai desapegar da coroa então?
Melissa Gurgel: 
Acho que estarei vivendo coisas diferentes. É necessário que esse ciclo se encerre para outras coisas acontecerem. Estou focada e desejo do fundo do coração que a nova miss seja feliz e iluminada. Ela pode sempre contar comigo para conselhos e qualquer outra coisa. Estarei ali ao lado.

Portal da Band: E como fica a questão da distância do namorado [que mora no Ceará]?
Melissa Gurgel: 
Não tem problema. São só três horinhas de distância [de avião] e a gente sempre se vê quando dá. Esse é o momento de trabalhar, de aproveitar a visibilidade que tive para correr atrás dos meus projetos.

Portal da Band: Você continua virgem?
Melissa Gurgel:
 Não costumo falar sobre esse assunto, mas mantenho meus princípios e valores. Faça chuva ou faça sol, eles estão sempre guardados.

Portal da Band: Alguma candidata chamou a sua atenção?
Melissa Gurgel:
 Elas são tão lindas, tão misses... Mas só vou saber quando assistir ao concurso, porque isso conta muito. Mas tenho, sim, minha favorita. Só não posso antecipar!

Portal da Band: O que achou da nova cara do concurso, mais fashion?
Melissa Gurgel:
 Gostei. E o concurso está bem equilibrado, com candidatas belíssimas e uma boa mistura. Tem loiras, negras, morenas. Todas lindas. Sou a favor de avaliar não só beleza, mas também carisma, passarela e desenvoltura. A beleza da alma também é importante. A gente vê quando alguém é simpático de coração. Acho que beleza não tem um perfil só, são vários. Tem a top model, aquela que é bem brasileira, dos concursos do passado, quando ninguém se importava com estatura e o importante era ser bonita, desfilar e falar bem. Sou à moda antiga, a favor desse tipo de concurso. A miss não é uma modelo. É uma mulher bonita que tem a capacidade de representar seu país.


Portal da Band: Por que acha que a colombiana Paulina Vega se tornou a atual Miss Universo?
Melissa Gurgel:
 Ela estava iluminada, desfilou bem. É tudo junto. Não tem um perfil de top model, é cheia de curvas. No Miss Universo, sempre existe a possibilidade de meninas mais baixas ou mais curvilíneas ganharem. Acho que tem que abrir portas para todas mostrarem o seu talento. Um concurso de beleza não tem que se apegar a detalhes. O Miss Brasil tem que dar oportunidade para todas até aparecer a que vai levar o título de Miss Universo.

Portal da Band: A quem você dedica o seu reinado?
Melissa Gurgel:
 A Deus. Um dia eu pedi a ele e aconteceu. Em segundo lugar, à minha mãe, a mulher que mais me motivou até aqui, quando muita gente me dizia que eu não tinha chance.

Portal da Band: Você mudou desde o dia em que foi coroada?
Melissa Gurgel: 
Sim. Aprendi a entender o mundo, a confiar nas pessoas, a ter mais cautela, a ser sempre humilde. Somos iguais a qualquer pessoa. Hoje você está num lugar, amanhã pode estar em outro. Também aprendi a me portar como uma mulher.

Portal da Band: Você foi alvo de algumas críticas. Como lidou com elas?
Melissa Gurgel:
 Existem críticas para ajudar e para acabar com a pessoa. Mas não perco meu tempo com coisas que machucam. Mas as [críticas] construtivas eu procuro escutar.

Portal da Band: Qual conselho você daria para sua sucessora?
Melissa Gurgel:
 Que ela aproveite as oportunidades, porque um ano passa muito rápido. Parece que foi ontem que ganhei. Que ela seja sempre profissional e uma boa pessoa, pois será referência para muitas meninas.

Melissa Gurgel  - MB 2014

Comentários

Top 5 de acessos no mês

Nota de falecimento: Rejane Vieira da Costa (Goulart) - Miss Brasil 1972

Hoje o Mundo Miss está de luto. Infelizmente pela manhã recebi, através do grupo do Voy Miss Brasil On Board no Facebook, a notícia do falecimento da MISS BRASIL 1972 - Rejane Vieira (Goulart era seu sobrenome artístico). Confesso que relutei em acreditar que uma das minhas misses  Brasil preferidas tinha partido tão cedo (59 anos) e resolvi esperar uma confirmação oficial para então escrever um post, que veio pelo site oficial do MISS BRASIL. O motivo do falecimento foi um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ocorrido durante o período de recuperação de uma cirurgia feita em decorrência de uma trombose. Rejane Vieira era uma unanimidade no Mundo Miss no Brasil, uma das misses mais queridas pela sua impactante beleza e simpatia com os fãs. No MISS UNIVERSO 1972 ela conquistou o 2° lugar, e não vou afirmar que foi injusto pois a australiana Kerry Wells também era uma lindíssima.  A gaúcha  atuou como atriz e participou de algumas novelas de sucesso como Ti Ti Ti (1985), Man

Ana Paula Ottani - Miss Brasil Beleza Internacional 1989

 Em 1989 o estado de São Paulo conquistou o bicampeonato no Miss Brasil Beleza Internacional com a bela Ana Paula Ottani. O concurso foi  realizado na lendária Ilha Porchat, no município de São Vicente, litoral paulista. No Miss Beleza Internacional 1989, realizado em Kanazawa - Japão, a brasileira não obteve classificação e a vencedora foi a representante da Alemanha - Iris Klein. Resultado do concurso nacional* Estado Candidata P   São Paulo Ana Paula Ottani   Acre Débora Barth   Mato Grosso Adele Martins *Wikipédia Obs: a foto foi copiada do blog Rainhas da Beleza.

Lúcia Alexandrino - Miss Brasil Beleza Internacional 1969

Em 1969, o estado de São Paulo elegeu Maria Lúcia Alexandrino dos Santos, como sua representante no Miss Brasil. Lúcia Alexandrino, como ficou conhecida, chegou como favorita ao certame nacional ao lado da catarinense Vera Fischer. Traje típico no MB Seu desfile em traje de noite foi marcante, com destaque na mídia da época. Conquistou o 2º lugar e o direito de representar o país no Miss Beleza Internacional em Tóquio - Japão. A vencedora foi a maravilhosa Vera Fischer. Desfile em traje de noite no MB A belíssima paulista tinha uma missão difícil no certame internacional, tentar o bicampeonato para o Brasil, pois no ano anterior Maria da Glória Carvalho havia vencido o concurso. Classificou-se no top 15 e a vencedora foi Valerie Susan Holmes da Grã Bretanha. Às vésperas do MBI Biografia* Filha de Conceição Alexandrino Santos, Maria Lúcia nasceu no interior do Estado de São Paulo, no município de Lins. Foi namorada do escritor Mário Prata quando encenou a novela Estúpido Cupido. Casou-

Elizabeth Ferreira da Silva - Miss Brasil Beleza Internacional 1988

 O histórico "Miss Brasil da Ilha Porchat" em 1988 foi vencido pela representante de São Paulo - Elizabeth Ferreira da Silva.  Realizado no município litorâneo de São Vicente, o concurso era muito badalado e recebia grande atenção da imprensa. Valorizava-se muito a beleza física da candidatas, que eram coroadas de biquíni. No concurso Miss International 1988 a brasileira não se classificou no top 15, mas ganhou o prêmio de melhor traje típico.  Elizabeth Ferreira da Silva exemplifica o tipo de beleza valorizada pelos concursos no Brasil naquela década. Fonte: Wikipédia Missmemorabilia Pwiki I am the miss

A Miss mais bela do ano de 1961 - Marlene Schmidt

 O ano de 1961 é um dos mais fortes em relação a beleza das vencedoras do Grand-Slam, mas a beleza atemporal da representante da Alemanha no Miss Universo a faz a melhor entre as três. O único título do país no Miss Universo foi conquistado em 15 de julho no Miami Beach Auditorium na popular Miami - Flórida - EUA. Marlene Schmidt - Miss Universo 1961 Biografia*: Schmidt, uma refugiada na Alemanha Ocidental depois de fugir da nativa Alemanha Oriental, loira, de olhos negros, 1, 73 m e 24 anos, era uma engenheira elétrica que trabalhava numa fábrica de rádios por US$54 dólares semanais.  Entrou no concurso estadual de beleza de Baden-Württemberg motivada pelo carro oferecido como prêmio máximo, venceu e além do carro conquistou o direito de representar a região no Miss Alemanha, realizado em Baden-Baden. Marlene venceu o concurso nacional, onde foi considerada uma "figura de Botticelli", e foi para os Estados Unidos representar o país no Miss Universo. Competindo com outras 47