Pular para o conteúdo principal

Análise do Miss São Paulo 2015

O concurso MISS SÃO PAULO é aguardado com grande ansiedade pelos fãs dos concursos de miss no Brasil, pois pode-se considerá-lo um prévia do que será o MISS BRASIL.
Vou fazer uma análise por etapas:

Abertura:

A música escolhida foi boa e contagiou a platéia, que no início estava bem animada, mas que infelizmente se aquetou com o decorrer do concurso. A coreografia funcionou, mas as candidatas poderiam ter sido apresentadas neste momento, como acontece no MISS UNIVERSO. Acho importante que todas "apareçam".
Os "trajes casuais" eram bonitos, mas inadequados para o momento, pois estavam mais para moda praia. Vestidos curtos são ideais!

Trajes de noite:

O estilista mineiro Alexandre Dutra ainda é um dos melhores para trajes de noite de misses, mas, como sempre afirmo, ele se torna repetitivo quando produz uma coleção. Os vestidos eram belos, mas faltou cor. Os pretos eram os melhores, mesmo sendo uma cor arriscada, e funcionaram melhor que os "clarinhos".
A música da apresentação foi boa e gostei muito do uso dos leques de plumas.

Desfile de biquíni:

Achei ridículo o uso de bexigas no cenário para o desfile de biquíni. Nem em concurso municipais se usa este artefato.
A coreografia  foi muito boa, mas a música poderia ser mais empolgante. Achei que os bailarinos queriam aparecer mais que a candidatas, isso deve ser corrigido no Miss Brasil.
Os biquínis eram lindos e o desfile são não foi perfeito porque as câmeras perderam a saída de muitas candidatas. Uma falha grave para um emissora como a Band.

Desfile de maiô:

Sempre achei essa etapa desnecessária, mas desta vez serviu para conhecermos as semifinalistas pelos depoimentos. Os maiôs eram bonitos e realmente modelam o corpo das candidatas, trazendo mais elegância para o concurso. Acho que o Brasil é único país que ainda realiza um desfile com esse tipo de traje. É uma tradição que ainda perdurará por anos.

Entrevistas:

Foram boas, e mostraram realmente quais tinham condições de ganhar.

Cenário:

Seguindo as cores dos banners oficiais (preto e dourado), para mim não funcionou bem e espero que sejam outros no MISS BRASIL.

Desfile de despedida da MISS SÃO PAULO 2014:

Fernanda Leme,definitivamente, será uma miss a ser eternamente lembrada. Sua sincera emoção no desfile de despedida me encantou. Estava muito bonita, só não gostei muito do cabelo, mas o vestido era lindo, mostrando que Alexandre Dutra quando tem que criar um modelo específico, é realmente um dos melhores.

As finalistas:

O top 3 foi quase perfeito. Trocaria Vinhedo por Americana. 
A Miss Vinhedo - Gabriele Marinho - tem um rosto muito bonito, mas só, apesar da experiência adquirida em outros concursos. Como é alagoana, deveria concorrer na eleição do seu estado natal, pois teria grande chance de vencer devido a beleza facial.

A vencedora:

Jéssica Vilela é bonita, elegante e tem uma técnica perfeita. Ainda é cedo para eu afirmar se tem chances de ser a MISS BRASIL 2015, pois é apenas a 2ª eleita entre os estados.
Seu coordenador municipal é muito competente e terá tempo de lapidar sua pupila. Talvez deixá-la um pouco mais "natural" na passarela seja a primeira providencia a ser tomada.

O concurso no geral foi bom, mas algumas arestas têm que se aparadas para o MISS BRASIL 2015.


Vencedora e candidatas do Miss SP 2015








Comentários

Top 5 de acessos no mês

Ana Paula Ottani - Miss Brasil Beleza Internacional 1989

 Em 1989 o estado de São Paulo conquistou o bicampeonato no Miss Brasil Beleza Internacional com a bela Ana Paula Ottani. O concurso foi  realizado na lendária Ilha Porchat, no município de São Vicente, litoral paulista. No Miss Beleza Internacional 1989, realizado em Kanazawa - Japão, a brasileira não obteve classificação e a vencedora foi a representante da Alemanha - Iris Klein. Resultado do concurso nacional* Estado Candidata P   São Paulo Ana Paula Ottani   Acre Débora Barth   Mato Grosso Adele Martins *Wikipédia Obs: a foto foi copiada do blog Rainhas da Beleza.

Nota de falecimento: Rejane Vieira da Costa (Goulart) - Miss Brasil 1972

Hoje o Mundo Miss está de luto. Infelizmente pela manhã recebi, através do grupo do Voy Miss Brasil On Board no Facebook, a notícia do falecimento da MISS BRASIL 1972 - Rejane Vieira (Goulart era seu sobrenome artístico). Confesso que relutei em acreditar que uma das minhas misses  Brasil preferidas tinha partido tão cedo (59 anos) e resolvi esperar uma confirmação oficial para então escrever um post, que veio pelo site oficial do MISS BRASIL. O motivo do falecimento foi um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ocorrido durante o período de recuperação de uma cirurgia feita em decorrência de uma trombose. Rejane Vieira era uma unanimidade no Mundo Miss no Brasil, uma das misses mais queridas pela sua impactante beleza e simpatia com os fãs. No MISS UNIVERSO 1972 ela conquistou o 2° lugar, e não vou afirmar que foi injusto pois a australiana Kerry Wells também era uma lindíssima.  A gaúcha  atuou como atriz e participou de algumas novelas de sucesso como Ti Ti Ti (1985), Man

Kátia Nascimento Guimarães - Miss Brasil Beleza Internacional 1985

Kátia Nascimento Guimarães foi a sexta paulista a conquistar o título de Miss Brasil Beleza Internacional em 1985. Ela foi a primeira da "era ilha Porchart" concurso popular na época realizado na ilha homônima da cidade de São Vicente, litoral paulista. Kátia Nascimento Guimarães (ao centro) - MBI 1985 No concurso Miss International 1985, a linda paulista foi top 15. 

Elizabeth Ferreira da Silva - Miss Brasil Beleza Internacional 1988

 O histórico "Miss Brasil da Ilha Porchat" em 1988 foi vencido pela representante de São Paulo - Elizabeth Ferreira da Silva.  Realizado no município litorâneo de São Vicente, o concurso era muito badalado e recebia grande atenção da imprensa. Valorizava-se muito a beleza física da candidatas, que eram coroadas de biquíni. No concurso Miss International 1988 a brasileira não se classificou no top 15, mas ganhou o prêmio de melhor traje típico.  Elizabeth Ferreira da Silva exemplifica o tipo de beleza valorizada pelos concursos no Brasil naquela década. Fonte: Wikipédia Missmemorabilia Pwiki I am the miss

Lúcia Alexandrino - Miss Brasil Beleza Internacional 1969

Em 1969, o estado de São Paulo elegeu Maria Lúcia Alexandrino dos Santos, como sua representante no Miss Brasil. Lúcia Alexandrino, como ficou conhecida, chegou como favorita ao certame nacional ao lado da catarinense Vera Fischer. Traje típico no MB Seu desfile em traje de noite foi marcante, com destaque na mídia da época. Conquistou o 2º lugar e o direito de representar o país no Miss Beleza Internacional em Tóquio - Japão. A vencedora foi a maravilhosa Vera Fischer. Desfile em traje de noite no MB A belíssima paulista tinha uma missão difícil no certame internacional, tentar o bicampeonato para o Brasil, pois no ano anterior Maria da Glória Carvalho havia vencido o concurso. Classificou-se no top 15 e a vencedora foi Valerie Susan Holmes da Grã Bretanha. Às vésperas do MBI Biografia* Filha de Conceição Alexandrino Santos, Maria Lúcia nasceu no interior do Estado de São Paulo, no município de Lins. Foi namorada do escritor Mário Prata quando encenou a novela Estúpido Cupido. Casou-