Pular para o conteúdo principal

Obrigado Débora Lyra!

Com um ano, dois meses e quinze dias chega ao fim hoje um dos reinados mais polêmicos da história do Mundo Miss, o da Miss Brasil 2010 Débora Lyra.
Lembro que a primeira vez que a vi foi no concurso Beleza Brasil 2009 (realizado em novembro de 2008), hoje denominado Miss Terra Brasil, representando seu estado natal, o Espirito Santo, e fiquei impressionado com sua beleza que lhe garantiu o 4o. lugar. Meses depois ela foi indicada para representar o Brasil no concurso Top Model of the World 2009 e conquistou o título, repetindo o feito da mineira Natália Guimarães em 2007.
Desse fato em diante o Mundo Miss começa a olhar com mais atenção e admiração para Débora Lyra, que afirma querer seguir os passos da companheira de título, ou seja, ser Miss Brasil e representar com sucesso o país no Miss Universo. Débora então se instala em Divinópolis-MG sob o comando do coordenador José Alonso (o mesmo de Natália) e inícia uma nova etapa em sua trajetória de miss.
O plano inícial, segundo a própria Débora, era preparar-se durante dois anos e disputar o Miss Minas Gerais em 2011 e ter a mesma trajétoria da, agora amiga, Natália Guimarães. Sendo assim ela é convidada a participar do júri preliminar do concurso em 2010.
Surge, então, a primeira polêmica, pois o plano é alterado e após seleção preliminar Débora entra no concurso representando Divinópolis e ganha o título. Isso causa certa revolta no Mundo Miss e Débora começa a ser chamada de "miss jurada" por alguns inconformados seguidores de concursos.
No concurso nacional ela, apesar das críticas, chega como uma das favoritas e ganha o título, cumprindo mais uma etapa do "planejamento". A insatisfação de alguns é suplantada pelo apoio e admiração de outros e Débora segue firme em seu objetivo.
No Miss Universo 2010, realizado em Las Vegas, ela é considerada um dos mais belos rostos e figura nos tops de diversos sites especializados, mas injustamente não se classifica.
Após o Miss Universo fatos e boatos pipocam no Mundo Miss, sendo um dos mais sérios o fato de Débora ter se recusado, por ser católica, a usar o traje típico que representava um Orixá, escolhido através de enquete no site ofical do Miss Brasil. Ela decidiu usar o mesmo traje do certame nacional, que havia sido premiado como o mais bonito.
Um boato sério que também surgiu na época foi sobre uma suposta "comemoração" da equipe do concurso nacional na plateia do Miss Universo, quando findada a chamada das classificadas no top 15, o que teria causado sérios desentendimentos com José Alonso, culminando no seu desligamento da coordenação do Miss Minas Gerais.
A partir daí percebe-se uma insatisfação da Miss Brasil com a organização do certame nacional, através de mensagens em microblogs, que são rebatidas pela equipe pelo mesmo canal, ficando claro que a relação entre ambos não é das melhores.
Após o Miss Universo, Débora volta à mídia que explora seu namoro relâmpago com o jogador Alexandre Pato, o que não é bem visto por algumas pessoas no Mundo Miss. Com o fim do romance a Miss Brasil só volta a aparecer na midia algums meses depois, participando das etapas estaduais dos concursos e de alguns programas de TV, nos quais causa surpresa por estar visivelmete fora de forma.
Toneladas de críticas, especulações e boatos surgem no Mundo Miss até que, semanas antes do concurso nacional, Debóra  relata um período de depressão que a teria feito engordar quase dez quilos. Para piorar a situação, é assaltada na zona oeste da capital paulista, tendo seu carro (prêmio do Miss MG) roubado.
Mas Débora Lyra está dando a volta por cima, como diz o ditado popular: submeteu-se a uma cirurgia para levantar os seios que, segundo ela, "deram uma caída"; ganhou um carro no quadro Maratona do Faustão no último domingo (17); e segue fazendo regime para recuperar a boa forma que lhe trouxe o título de Miss Brasil 2010.
Apesar de toda a polêmica, gosto muito de Débora Lyra e a admiro por ser determinada, lutar por seus objetivos e abrir o jogo sobre seus problemas pessoais.
Desejo, com sinceridade, que ela seja muito feliz em sua nova fase de vida que se inícia a partir de amanhã e que concretize seus objetivos pessoais e profissionais.



Débora Lyra


Emoção ao saber que é a Miss Brasil 2010


Débora no desfile de biquíni nas preliminares do Miss Universo 2010


Débora no desfile de traje de noite nas preliminares do Miss Universo 2010



Débora quando eleita Miss Minas Gerais 2010


Débora Lyra Miss Brasil 2010

O traje típico usado por Débora no Miss Brasil 2010 e no Miss Universo 2010

Comentários

Top 5 de acessos no mês

Nota de falecimento: Rejane Vieira da Costa (Goulart) - Miss Brasil 1972

Hoje o Mundo Miss está de luto. Infelizmente pela manhã recebi, através do grupo do Voy Miss Brasil On Board no Facebook, a notícia do falecimento da MISS BRASIL 1972 - Rejane Vieira (Goulart era seu sobrenome artístico). Confesso que relutei em acreditar que uma das minhas misses  Brasil preferidas tinha partido tão cedo (59 anos) e resolvi esperar uma confirmação oficial para então escrever um post, que veio pelo site oficial do MISS BRASIL. O motivo do falecimento foi um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ocorrido durante o período de recuperação de uma cirurgia feita em decorrência de uma trombose. Rejane Vieira era uma unanimidade no Mundo Miss no Brasil, uma das misses mais queridas pela sua impactante beleza e simpatia com os fãs. No MISS UNIVERSO 1972 ela conquistou o 2° lugar, e não vou afirmar que foi injusto pois a australiana Kerry Wells também era uma lindíssima.  A gaúcha  atuou como atriz e participou de algumas novelas de sucesso como Ti Ti Ti (1985), Man

Lúcia Alexandrino - Miss Brasil Beleza Internacional 1969

Em 1969, o estado de São Paulo elegeu Maria Lúcia Alexandrino dos Santos, como sua representante no Miss Brasil. Lúcia Alexandrino, como ficou conhecida, chegou como favorita ao certame nacional ao lado da catarinense Vera Fischer. Traje típico no MB Seu desfile em traje de noite foi marcante, com destaque na mídia da época. Conquistou o 2º lugar e o direito de representar o país no Miss Beleza Internacional em Tóquio - Japão. A vencedora foi a maravilhosa Vera Fischer. Desfile em traje de noite no MB A belíssima paulista tinha uma missão difícil no certame internacional, tentar o bicampeonato para o Brasil, pois no ano anterior Maria da Glória Carvalho havia vencido o concurso. Classificou-se no top 15 e a vencedora foi Valerie Susan Holmes da Grã Bretanha. Às vésperas do MBI Biografia* Filha de Conceição Alexandrino Santos, Maria Lúcia nasceu no interior do Estado de São Paulo, no município de Lins. Foi namorada do escritor Mário Prata quando encenou a novela Estúpido Cupido. Casou-

Elizabeth Ferreira da Silva - Miss Brasil Beleza Internacional 1988

 O histórico "Miss Brasil da Ilha Porchat" em 1988 foi vencido pela representante de São Paulo - Elizabeth Ferreira da Silva.  Realizado no município litorâneo de São Vicente, o concurso era muito badalado e recebia grande atenção da imprensa. Valorizava-se muito a beleza física da candidatas, que eram coroadas de biquíni. No concurso Miss International 1988 a brasileira não se classificou no top 15, mas ganhou o prêmio de melhor traje típico.  Elizabeth Ferreira da Silva exemplifica o tipo de beleza valorizada pelos concursos no Brasil naquela década. Fonte: Wikipédia Missmemorabilia Pwiki I am the miss

A Miss mais bela do ano de 1954 - Antigone Costanda

É do nordeste do continente africano a miss mais bela do ano de 1954. A egípcia Antigone Costanda venceu o Miss Mundo 1954 realizado em Londres no Lyceum Ballroom e contou com a participação de 18 candidatas. Até o presente é o único título conquistado pelo Egito no concurso. Acho ela muito bonita e sua vitória sinalizou que o concurso estava de portas abertas para belezas do mundo inteiro. No Miss Universo 1954, a estadunidense Miriam Stevenson saiu vitoriosa, ficando em 2º lugar a majestosa Martha Rocha - Miss Brasil 1954. Se a brasileira tivesse vencido, com certeza este post teria outra vencedora. Antigone Costanda - Miss Mundo 1954 Concorrente: Miriam Stevenson - Miss Universo 1954

Fernanda Bôscolo - Miss Brasil Beleza Internacional 1980

 O 2º lugar no Miss Brasil 1980 deu a oportunidade da lindíssima paulista Fernanda Bôscolo de ser a Miss Brasil Beleza Internacional 1980. Fernanda Bôscolo no MB 1980 (divulgação) O concurso foi realizado no dia 04 de novembro em Tóquio, no Japão. Apesar de  ter uma beleza impactante, a paulista não foi classificada entre as três finalistas, numa edição muito estranha, que sequer teve chamada para semifinalistas. Biografia* Apesar de nascida na capital, Fernanda mudou-se para Santos aos 6 anos de idade, e o primeiro concurso que disputou foi aos 6 anos, o Mini Miss São Paulo, no programa de TV "Almoço com as Estrelas", competindo com mais de 500 crianças. Em 1980, antes de completar 18 anos de idade, e já morando em Santos, foi eleita Rainha das Praias Brasileiras, no Ilha Porchat Clube, e ganhou o direito de representar o país no Miss Tanga Internacional, realizado em Caracas, Venezuela. Mais de quarenta garotas ambicionavam o título, que acabou ficando em suas mãos, tendo s